O curso de musicalização infantil é um curso interdisciplinar, onde a criança vivencia música, matemática (ritmo), artes (criatividade, coordenação motora, expressividade), leitura e escrita (musical e gramatical), dentro das particularidades de cada idade. Tudo isso de uma forma bem lúdica e didática.

Entre os diferenciais da Escola de Música TOM, pode-se destacar o fato das aulas serem individuais. Isso permite ao professor conhecer melhor o perfil do aluno e elaborar as aulas direcionadas exclusivamente para cada um, dando preferência aos seus gostos por determinados desenhos, canções, filmes... Dessa forma a aula se torna bem mais atrativa para a criança.

Durante o curso serão abordados os seguintes conteúdos envolvendo as quatro propriedades do som:

1) TIMBRE O aluno terá oportunidade de experimentar os timbres dos diversos instrumentos encontrados na sala de musicalização. Vale ressaltar que a Escola de Música TOM está sempre inovando, não ficando restrita apenas aos instrumentos tradicionais como violão, teclado e bateria. Durante as aulas também são utilizados “boomwhackers” (tubos sonoros), pandeiro do mar, entre outros. Em algumas aulas o aluno poderá confeccionar seu próprio instrumento de material reciclado. Outra atividade realizada para explorar os diferentes timbres é a contação de histórias sonorizadas, na qual as crianças reproduzem diferentes tipos de sons com a voz ou com auxílio de instrumentos.

 

2) ALTURA O som pode ser grave, médio ou agudo. O aluno saberá diferenciá-los e a associá-los a movimentos corporais (subindo e descendo). Dentro deste tema será abordado: sequência das notas musicais, atividades de solfejo, ditados melódicos simples e noções de partitura nas claves de fá e sol. De acordo com a idade da criança, este conteúdo poderá ser apresentado seguindo a metodologia do livro “Duas mãozinhas ao teclado” de Mário Mascarenhas, o qual associa cada nota a um desenho (ex.: “Dó” do dodói, “Ré” do relógio, “Mi” do miau...). Além disso, como recurso didático, são utilizados: partituras coloridas, flanelógrafo, material de EVA com imãs, folhas para pintar, etc.

3) INTENSIDADE A intensidade está relacionada ao volume do som. Com isso, o aluno irá a explorar as músicas seguindo as acentuações e siglas indicadas nas partituras (“pp”, “p”, “mf”, “f”, “ff”), além de aprender a dar sua própria interpretação musical.


 

4) RITMO Música é a arte de combinar sons. Cada som tem uma duração diferente. O ritmo é como uma “régua” que mede e padroniza o som. O aluno será apresentado às diferentes figuras rítmicas de uma forma bem lúdica (por exemplo: a semibreve tem o mesmo passo da tartaruga, é bem devagar; já a semínima é parecida com o passo do soldadinho marchando). Dessa forma o aluno terá mais facilidade em memorizar o tempo de cada uma e estará apto a realizar leituras rítmicas. A prática em instrumentos de percussão é fundamental durante o aprendizado deste conteúdo. Blocos de montar também são utilizados para deixar o conteúdo mais divertido.

REPERTÓRIO Quanto ao repertório trabalhado nas aulas, são selecionadas músicas adequadas a cada idade e que tenham fins didáticos. Normalmente são utilizadas canções infantis do folclore brasileiro. No entanto, o aluno também poderá sugerir músicas de seu interesse. Vale lembrar que as aulas de música vão muito além de montar um repertório. Aulas de música envolvem: teoria, curiosidade, criatividade, vivência, raciocínio lógico, descobertas, coordenação motora, expressividade e muito mais.